Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
domingo, 10 de março de 2013

Multinacional dos transgênicos inaugura filial em Petrolina nesta segunda

A Monsanto, uma empresa multinacional norteamericana, inaugura nesta segunda-feira (11) a partir das 14h no Projeto Nilo Coelho, em Petrolina, a sua 36ª filial em solo brasileiro. A solenidade de inauguração deve contar com a presença de autoridades locais, bem como representantes da empresa.

A sede da Monsanto encontra-se em St. Louis, Missouri, nos Estados Unidos, mas a empresa possui outras unidades em vários países. São escritórios administrativos e de vendas, fábricas de produção de herbicidas e de sementes, centros de pesquisas e de treinamento - todos com foco na agricultura e em ajudar os agricultores. 

No Brasil a empresa chegou em 1963 e sua sede no país localiza-se em São Paulo, mesmo estado onde foi instalada a primeira fábrica, na cidade de São José dos Campos (SP), em 1976. No Brasil, dedica-se a produzir herbicidas e sementes de milho, soja, algodão e hortaliças, e variedades de cana-de-açúcar, produtos que ajudam os agricultores a produzir mais, com menos recursos naturais.

A unidade de Petrolina vai atuar com pesquisa e tecnologia, através de estudos em cima das culturas de milho, soja, sorgo e cana de açúcar, com vistas, sobretudo, ao atendimento do amplo mercado nacional. 

A Monsanto é a principal empresa do planeta em pesquisas e produção
de sementes geneticamente modificadas, conhecidas como transgênicos, e por causa disso muitos estudiosos dizem que a Monsanto está contribuindo para o crescimento da fome e da miséria no mundo, ao concentrar os benefícios do comércio internacional de alimentos. A Monsanto nega tudo. 

Outro problema muito sério e que vem sendo debatido há anos é a alegação de alguns pesquisadores de que os produtos transgênicos da Monsanto não apenas podem destruir o ecossistema nativo quanto provocar doenças, até mesmo câncer. Os pesticidas (Roundup) já têm sido responsabilizados por uma série de casos de doenças, desde infecções na pele até cânceres, em agricultores ou pessoas que tiveram contato com o produto por via direta ou indireta.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana