Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
sábado, 3 de janeiro de 2015

Afinal, estamos correndo atrás de que?

O corre-corre da vida nesta época de tecnologia, de modernidade, ou melhor de pós modernidade, tem nos feito cada dia mais experimentar um cenário de stress e de cansaço físico e mental. Várias profissões da atualidade, diversos segmentos do mercado de trabalho, o cronograma escolar de nossos adolescentes e até as obrigações religiosas, nos trazem como consequência, cada vez mais pessoas com insônia, com depressão e em situação de desespero.


Nosso tempo é de muitas descobertas, de avanço impressionante na ciência, de uma globalização inimaginável até pouco tempo. Ficamos tão mergulhados neste intenso viver que nos tornamos menos humanos, menos sensíveis, menos sentimentais e assim está diminuindo a fé, o calor humano, o amor...

Estamos correndo muito, conquistando pouco e perdendo o essencial. O resultado é nos depararmos com um número cada vez maior de casamentos desfeitos, de famílias destruídas, de valores éticos e morais sendo invertidos e uma sociedade cada dia mais desnorteada.

É como se estivéssemos correndo atrás do vento, dando murros no ar, malhando em ferro frio. Trata-se de uma situação coletiva, mas que é reflexo da atitude individual de cada um de nós. 

Avaliando o corre-corre humano, Jesus Cristo deixou evidente que o problema é o que estamos definindo como prioridade. É o quanto estamos envolvidos com o amanhã e esquecendo do hoje, do aqui, do agora. Para que correr tanto em busca de metas pessoais, profissionais ou religiosas e esquecer de colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas? De que adianta ganharmos o mundo inteiro e perdemos a nossa alma, a nossa paz, a nossa família?
 
Descompliquemos a vida, reservemos mais tempo para o Reino de Deus e para nos aproximarmos do Senhor. Isso não significa cumprirmos excessivas obrigações religiosas, mas sim refletirmos a vontade do Todo Poderoso diante do nosso próximo, com nossa família, com nossos irmãos de fé e enfim para com todos, sem olhar a quem. Quando nos sintonizamos com Deus, Ele se torna nosso parceiro e amigo, e nos concede tudo o mais que precisamos. 


Por Francisco Evangelista 

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana