Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Há 30 anos, Tancredo era eleito como 1º civil após a ditadura, mas Sarney é quem foi empossado

Depois de uma tentativa frustrada de aprovar a emenda das diretas na Câmara dos deputados, proposta por Dante de Oliveira, definiu-se pela eleição de um civil, depois de um período de ditadura de 21 anos, mas ainda no mesmo instituto criado pelos militares para eleger seus generais: o Colégio Eleitoral.

Foram muitas as negociações e Tancredo Neves foi escolhido como o candidato da oposição, agregados à Aliança Democrática, que agregava os deputados de oposição e também os governistas que na concordaram com a escolha do candidato da situação, que era nada menos que Paulo Maluf, que dentro do partido, o PDS, conseguiu derrotar o então Ministro do Interior, Mário Andreazza.

No dia 15 de janeiro de 1985, uma multidão se concentrou em frente ao Congresso. Do lado de dentro, com plenário e galerias lotados, Tancredo Neves era eleito. Foram 480 votos contra 180.

Da mesma forma que na bancada do PDS (originário da antiga Arena, partido do governo militar) grande parte dos deputados votou em Tancredo, na oposição nem todos o escolheram. O PT decidiu pela abstenção, por avaliar que o partido deveria continuar na luta por eleições diretas. Dos oito deputados, três votaram em Tancredo e foram expulsos da sigla.

As negociações que ungiram Tancredo Neves candidato foram intensas após a derrota da emenda das Direta. O político mineiro aproveitou-se que muitos deputados ligados ao governo estavam insatisfeitos com o nome de Maluf e atraiu os dissidentes, mas houve uma condição, o vice seria indicado por eles. E a escolha recaiu sobre José Sarney.

Comenta-se que em meio à campanha Tancredo afirmara que se conseguisse cerca de 70 votos do PDS nem Deus o impediria de ser presidente da república. Para surpresa do país, na véspera da posse, que se daria em 15 de março, o eleito foi internado no Hospital de Base de Brasília com o diagnóstico de diverticulite e o vice Sarney foi empossado interinamente, entretanto pouco mais de um mês depois, precisamente em 21 de abril, Tancredo morreu sem tomar posse.

O maranhense José Sarney governou o país até 15 de março de 1990, quando Fernando Collor assumiu o comando da nação, por voto direto. Foi durante seu mandato que instalou-se a Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a nova carta magna do Brasil. Com informações da Agência Câmara.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana