Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Show do comediante Zé Lezin em Juazeiro por pouco não vira tragédia

Por falta de medidas básicas de segurança, o show de comediante Nairon Barreto, o popular Zé Lezin da Paraíba, que aconteceu neste sábado (16), no teatro João Gilberto em Juazeiro/Ba, correu o risco de estampar as manchetes dos jornais como uma grande tragédia. Superlotação e um incêndio que demorou em ser contido transformaram a noite de muitas pessoas em um pesadelo.

Ao que pôde ser analisado no local do evento é que a produção do show humorístico, que pode inclusive não ter nada a ver com o comediante, incorreu em erros corriqueiros e reincidentes neste tipo de evento. A superlotação era evidente, mesmo que “rebuscados cálculos aritméticos” garantissem o número de ingressos vendidos, o que se via era a arquibancada lotada, as poucas cadeiras existentes também ocupadas e o público se aglomerando nas escadas, além de uma grande fila do lado de fora, aguardando a chance de entrar no espaço. Para agravar a situação, apenas uma entrada estava disponível, que também era a única porta de saída visível, o que não condiz com regras básicas de segurança, raramente levadas como critérios importantes para a realização dos espetáculos.

Ainda no início da apresentação de um artista local, que abria o evento, uma barraca de churrasco colocada ao lado da única entrada começou a pegar fogo, seguido de uma explosão de um botijão de gás que estava no local. Muitas pessoas ficaram aflitas, já que as primeiras tentativas para conter o fogo fracassaram, porque após longos minutos de angústia, o primeiro extintor que apareceu estava com pouca carga, não sendo eficiente. Somente na chegada do segundo extintor é que o fogo foi contido. Logo após a extinção das chamas, sem nenhuma medida complementar de resfriamento ou isolamento da área, a entrada do público foi reiniciada. Cadê a fiscalização?

A estudante Isabela Gomes, que estava no local, ficou abalada e desistiu de ver a apresentação do comediante, “a gente vem com expectativa de se divertir e de repente tudo converge para uma tragédia. As pessoas que organizam esses eventos devem priorizar a segurança da vida humana. Se o incêndio não tivesse sido contido, a tragédia que poderia ter ocorrido aqui hoje provavelmente seria ainda maior do que a que vitimou centenas de jovens na Boate Kiss, em Santa Maria no Rio Grande do Sul, em 2013”, lembrou Isabela.

A narração deste fato, que poderia ser de uma triste tragédia é no sentido de alertar as pessoas para pelo menos duas situações: Que o Artista principal, passe a exigir dos produtores, medidas mais eficientes para a proteção do seu maior patrimônio, o seu público. E que as autoridades locais fiscalizem com maior rigor esses eventos, para não ficarem também famosos, mas como corresponsáveis por uma tragédia.

Por Cristiane Nogueira - Jornalista

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana