Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Trabalhadores Rurais: “Se não negociar o Vale vai parar”

Na terça-feira (20), depois do segundo dia de negociações, o sentimento dos trabalhadores é um só, “Se não negociar o Vale vai parar”. A classe patronal trouxe suas contrapropostas, mas pouco se viu de ganho real para os trabalhadores. Entre elas, as que chamaram a atenção estão: a permanência do banco de horas, já firmado na Convenção Coletiva de 2014, onde fica estabelecido que deva haver um acordo entre ambas as partes na presença de representantes do Sindicato para a regulamentação do sistema de compensação de jornada de trabalho (banco de horas); e a sugestão do piso salarial para os trabalhadores de R$ 800,00.

Entre os argumentos da classe patronal para uma proposta tão abaixo do esperado estão: a atual situação econômica do país, o que para a diretora de Políticas Salariais, Simone Paim não se justifica, pois as empresas recebem ajuda do governo federal. “Nesses dois dias de negociações percebemos que a classe patronal não está preocupada em negociar os salários. E a todo o momento, tentam atribuir a crise também aos trabalhadores, mas se esquecem de que o governo federal disponibiliza recursos para as empresas em tempos de crise”.

E a diretora lembra que os trabalhadores têm uma mão de obra especializada e que se dispõe a trabalhar e contribuem para o crescimento econômico empresarial do Vale do São Francisco como também a nível nacional. “As adversidades da crise econômica pela qual alegam não pode ser atribuída aos trabalhadores e sim é uma forma da classe patronal não querer dar um piso salarial digno para esses trabalhadores que a muitos anos contribuem com sua mão de obra. O vale é referência na qualidade dos frutos que produz tanto na exportação quanto na importação”.

As negociações não tem data prevista para se encerrarem, mas se espera que trabalhadores e empregadores entrem num entendimento. ASCOM

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana