Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quinta-feira, 9 de abril de 2015

Empreendedorismo será intensificado nas salas de aula em Juazeiro














Incentivar gestores, professores e coordenadores pedagógicos para que se tornem multiplicadores em sala de aula e trabalhem no desenvolvimento de jovens empreendedores. Esse foi o principal objetivo do Seminário de Educação Empreendedora, realizado pelo Sebrae, nesta quarta-feira, dia 08, na Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), em Juazeiro, no Norte do estado.

A iniciativa faz parte do Programa Educação Empreendedora do Sebrae e pretende criar condições para que escolas públicas municipais, estaduais e privadas desenvolvam um ambiente promissor aos alunos da educação básica. O incentivo à cultura empreendedora virá a partir da orientação de educadores que atuam com ensino fundamental e médio.

Segundo a gestora do Projeto de Atendimento Territorial do Sebrae, em Juazeiro, Audeni Souza, a meta é levar soluções como o Jovens Empreendedores Primeiros Passos (Jepp), Despertar, Crescendo e Empreendendo e Formação de Jovens Empreendedores (FJE) para cerca de 20 escolas no Norte da Bahia, capacitar 400 professores e beneficiar mais de cinco mil crianças e jovens.

“O intuito do encontro foi mostrar aos educadores que o empreendedorismo pode ser trabalhado na educação para formar pessoas mais críticas, persistentes e criativas. Os cursos são desenvolvidos mediante princípios pedagógicos que estimulam os participantes a entender que empreender significa alcançar seus objetivos e realizar seus projetos de vida. Por isso, é importante discutir a educação empreendedora, assim, desde cedo o empreendedorismo será desenvolvido e lapidado nesses profissionais do futuro”.

Em Juazeiro, as modalidades do Jepp e a oficina Crescendo e Empreendendo já foram aplicadas com resultados exitosos para quase cinco mil estudantes em 2014. A professora Vanessa Moraes trabalhou o Jepp com alunos do ensino fundamental e pretende continuar aplicando o empreendedorismo em sala de aula.

“Nosso desafio inicial foi associar o empreendedorismo às outras disciplinas curriculares. Com o apoio dos livros didáticos, a metodologia e planos de negócios do programa, conquistamos a atenção dos alunos e os instigamos a explorar suas características empreendedoras. O resultado foi surpreendente e muito gratificante, trouxe mudanças de posturas que serão aplicadas na vida e os alunos aprendem brincando”.

A pequena Bárbara Eshlley Barrara, de 9 anos, é fruto dos bons resultados da implantação do empreendedorismo na escola. A menina despertou comportamentos de organização, interação, trabalho em grupo e até noções de sustentabilidade. “Eu aprendi que é possível transformar e reciclar brinquedos e fazer a alegria de outras crianças. Acho que já sou uma garota empreendedora, descobri que é possível reutilizar o que achava que nem servia mais”.

O encontro reuniu educadores de Juazeiro, Sobradinho, Rodelas, Remanso, Curaçá, Macururé e outras cidades baianas que mostraram interesse em aderir ao Programa Educação Empreendedora do Sebrae e levar ou intensificar características empreendedoras no ensino formal.

O diretor do Núcleo de Educação Regional, Adailson Gomes, garantiu que vai se empenhar para firmar parceria com o Sebrae e disseminar a cultura do empreendedorismo na rede estadual de ensino. “Tenho interesse em fomentar o protagonismo juvenil e preparar esses jovens para inovar e criar novas possibilidades e visões de futuro, tanto na vida pessoal como profissional”.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana