Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 10 de julho de 2015

A situação crítica de um país que padece por falta de liderança

A crise chegou ao nosso cotidiano. Olhamos ao redor e é fácil encontrar alguém de nosso convívio que perdeu o emprego nos últimos dias.

Estamos com um governo altamente fragilizado, mas legítimo. Temos um Congresso Nacional composto de deputados e senadores que agem com extremo populismo e oportunismo, mas que representa a população brasileira. Possuímos uma justiça questionada, mas que detêm as condições legais para fazer cumprir as leis do país.

O que observamos é que infelizmente não existe no momento lideranças de situação ou oposição que encantem, ou pelo menos mereçam a credibilidade de nós, pobres mortais.

De um lado Dilma, Lula e a companheirada manchados com os frutos da corrupção que impera no país, do outro Aécio, FHC e o tucanato sendo visto com desconfiança por não se apresentarem como uma opção concreta à nação.

Talvez foi isso que Eduardo Campos enxergou quando se apresentou como uma opção. Ele estava conseguindo se descolar das duas grandes forças que comandam o Brasil há mais de 20 anos. Infelizmente sua vida foi ceifada...

A irmã Marina não conseguiu até então se impor, controversa, deixa mais dúvidas que certezas, e torna-se cada vez menos uma opção que encha os olhos.

Pra não dizer que ninguém tem tentado se apresentar, temos ai o Eduardo Cunha que tem chamado a atenção da sociedade, fazendo a Câmara dos Deputados se movimentar como a muito não se via, entretanto, tem se utilizado de atitudes altamente questionáveis.

Nossos políticos ou agem com fisiologismo, com oportunismo, ou pavimentam seus projetos de poder, sejam pessoais ou dos grupos que representam.

Do outro lado nós, simplesmente eleitores ou mesmo formadores de opinião pública, no dia a dia, muitas vezes, ainda que em menor escala, praticando os mesmos vícios dos que respiram o poder.

E nesse contexto, não conseguimos enxergar uma luz no fim do túnel. A crise tende a continuar. E precisamos ter condições de conviver da maneira menos perigosa ou menos prejudicial, para nós próprios, para nossa família, para nossa sociedade.

Que Deus nos ajude!!!!

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana