Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 13 de julho de 2015

Odacy trará Comissão de Saúde da Alepe para discutir a situação de hospitais de Petrolina

Presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado estadual Odacy Amorim (PT), esteve essa semana visitando o Hospital Universitário Dr. Washington Barros que é gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebsehr) sob a administração da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e o Hospital Dom Malan que é gerido pelo Instituto Materno Infantil Fernando Figueira (Imip), ambos em Petrolina, no sertão do estado. Odacy conversou com diretores, funcionários, médicos e pacientes sobre a situação de atendimento dos dois maiores hospitais do interior de Pernambuco, alvo constante de críticas da população.

Segundo o parlamentar, na volta do recesso da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ele realizará uma reunião da Comissão de Saúde do poder legislativa estadual em Petrolina para buscar soluções de problemas que vêm sendo apontados pela população da região quanto ao atendimento no HU e HDM-Imip. Falta de médicos é um dos pontos que vem contribuindo para as críticas dos petrolinenses e demais pacientes dos hospitais.

“Constatei alguns entraves que vêm causando a indignação da comunidade e que passa por uma redefinição dos investimentos da Rede Pernambuco-Bahia. A conhecida Rede Peba precisa que os municípios se entendam e passem a contribuir financeiramente com os serviços que são prestados pelo HU para toda a região”, disse Odacy.

O HU (ex-Hospital de Traumas) é referência na região no atendimento de alta e média complexidade. São cerca de 2 milhões de habitantes e mais de 50 municípios atendidos dos estados de Pernambuco, Bahia e Piauí, mas até do Ceará já veio paciente.

Sobre o HDM-Imip, o deputado tem tomado conhecimento dos problemas que vêm ocorrendo na unidade. Recentemente Odacy também usou a tribuna da Alepe para falar da situação da maior maternidade pública do estado, dando como exemplo o caso de uma mãe que passou dois dias em trabalho de parto com o filho nascendo morto. Em conversa com o superintendente do HDM-Imip, o médico Marcelo Marques, foi citado os casos dos últimos meses de crianças morrendo por estarem passando da hora de nascer, o superintendente disse que foi fatalidade, mas ressaltou que um dos problemas do hospital é o déficit de médicos.
 
Conforme Odacy, 12 médicos pediram demissão e o HDM ficou descoberto, ocasionando as falhas no atendimento. “Eram 35 médicos e hoje são 23 apenas. O município já acenou com três profissionais para cobrir os plantões do HDM, mas é preciso que novos médicos venham preencher esse déficit. Vamos buscar ajudar também neste sentido”, afirmou o deputado.

Uma das soluções para amenizar os problemas no hospital será a ampliação da maternidade, um pleito feito pelo Imip. A estrutura deve ficar no prédio onde hoje é o Sassepe de Petrolina. O HDM-Imip realiza mais de 7 mil partos por ano.

“Tem essa discussão de ampliar a maternidade para partos mais leves e já se estuda isso com ajuda do Ministério da Saúde e Secretária de Saúde do Estado. Se precisa ampliar o numero de leitos. São apenas 10 leitos de UTI e a região com mais de 2 milhões de pessoas depende disso. Precisamos que os governos se unam. Temos que encontrar o caminho para ampliar essas vagas”, finalizou Odacy. ASCOM

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana