Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Livro sobre riscos das lavouras transgênicas vai ser lançado na SemiáridoShow 2015

O MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) em parceria com o NEAD (Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural) irá lançar na Feira SemiáridoShow 2015 o livro digital "Lavouras Transgênicas: riscos e incertezas - Mais de 750 estudos desprezados pelos órgãos reguladores de OGMs " de autoria de Gilles Ferment, Leonardo Melgarejo, Gabriel Bianconi Fernandes e José Maria Ferraz.

O evento acontecerá no dia 22/10, de 16h30 às 17h30, durante programação do “ Seminário Acadêmico: Agrobiodiversidade do Nordeste – Estratégias de apoio às ações locais e às políticas públicas junto à agricultura familiar”. A publicação é fruto de uma pesquisa realizada nos últimos 10 anos pelo GEA (Grupo de Estudo sobre Agrobiodiversidade) e reúne um conjunto com mais de 750 artigos publicados em revistas científicas entre 1980 e 2015.

O GEA é composto atualmente por 20 pesquisadores, entre representantes do governo e da sociedade civil. O grupo atua, desde 2006, no acompanhamento das reuniões da CTNBio, e na produção de materiais do MDA relacionados a agroecologia, agricultura familiar e biossegurança.

De acordo com informações do MDA, a obra indica um conjunto de referências bibliográficas que consideram o tema dos transgênicos sob a ótica da preservação da natureza e de um modelo agrícola sustentável. Os autores propõem a discussão dos efeitos imprevisíveis e não intencionais da transgenia e abordam também aspectos polêmicos como o processo de análise de risco; perigos para o meio ambiente, a saúde humana e animal; e problemas agronômicos e socioeconômicos decorrentes do cultivo de transgênicos e uso de agrotóxicos a eles associados.

Conforme o folder publicado pelo NEAD, o processo de transgenia modifica o ser vivo, permitindo a fusão de material genético (DNA) de espécies completamente diferentes, sejam bactérias, fungos, plantas ou animais. “Por meio de ferramentas de biologia molecular, pesquisadores conseguem transferir determinadas sequências de DNA de um organismo para o genoma de outro, visando conferir a este último uma nova função biológica”, explica.

No Brasil, a área de cultivo de plantas transgênicas já ultrapassa os 42 milhões de hectares de lavouras de soja, milho e algodão. Não há consenso sobre os impactos desses produtos para a saúde e o meio ambiente, e, conforme o Meio Ambiente, o tema está na agenda das discussões que evidenciam processos de produção de alimentos aliados a uma preocupação com a agrobiodiversidade, sustentabilidade e segurança das populações.

O Brasil é o segundo país com maior quantidade de transgênicos do mundo. Fica atrás somente dos EUA por isso a importância dessas publicações e do livre acesso a elas. Desde o dia 29 de setembro o e-book está disponível para download gratuito no portal do NEAD nos formatos E-Pub e PDF. ASCOM

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana