Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Caso Beatriz: 3º protesto da população acontece em frente ao Colégio Maria Auxiliadora

Familiares, amigos e autoridades realizaram na manhã desta segunda-feira (18) o 3º protesto pedindo justiça pelo assassinato da garota Beatriz Angélica Mota, 7 anos ocorrido em Dezembro do ano passado durante uma festa no Colégio maria Auxiliadora, em Petrolina.

Um multidão se concentrou na Praça em frente a prefeitura municipal e em seguida, seguiram pela Av. Guararapes com destino ao Ministério Público e encerraram o ato no centro de Convenções, onde nesta segunda, acontece o lançamento de cadastro do Programa Chapéu de Palha.

Os manifestantes aguardavam a presença do governador Paulo Câmara, tinha previsão de estar em Petrolina hoje, mas nossa redação recebeu a informação através da assessoria do governador, de que ele não estaria presente.

“Nós lamentamos a ausência do governador no lançamento do Chapéu de Palha, mas sabemos que outras autoridades estavam no encontro e esperamos que eles se sensibilizem e leve nossa mensagem a Paulo Câmara”, destacou um dos líderes do movimento, Marcos Brasil.

Um abaixo-assinado seria entregue ao governador para que o estado, segundo o texto, aprece às investigações do caso, que já duraram mais de 30 dias e como Paulo Câmara não compareceu, o grupo que elaborou o documento irá decidir o destino do mesmo em breve.

O vereador de Juazeiro, Fabinho, que faz parte da família de Beatriz, pediu às autoridades agilidade no caso e a união da Polícia Civil de Pernambuco com o estado da Bahia.

“Nós estamos numa só luta e precisamos de uma solução para esse crime brutal, ele não pode ficar impune, foi um caso que repercutiu muito e queremos a pareceria da polícia de Pernambuco com o estado da Bahia para uma resposta imediata, nós só queremos justiça.”, disse o vereador.

O ex-deputado Pedro Alcântara ressaltou que nunca poderia imaginar que o crime poderia acontecer em um dos maiores colégios da região do São Francisco, conhecido tradicionalmente.

“Quando eu vi acontecer esse crime em um Colégio tradicional, fiquei perplexo em um evento com inúmeras pessoas, eu me senti na pele dos pais dessa garota pelo que eles estão passando nesse momento. Esse assassino é um covarde, desumano e o caso se tornou uma fronta à sociedade , a justiça precisa esclarecer esse caso para não ficar desmoralizada”, enfatizou Pedro Alcântara.

Novas mobilizações sobre o caso Beatriz deverão acontecer e os populares que estavam no ato de hoje, disseram que acreditam no trabalho da Polícia Civil Pernambuco, e revelaram satisfação com o lançamento do disk-denúncia que deverá tornar a população mais próxima para contribuir com as investigações. Blog do Edenevaldo Alves

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana