Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 15 de abril de 2016

É preciso cuidar da voz em todas as fases da vida, alerta fonoaudióloga da UPAE

A voz é tão individual quanto a impressão digital e tem relação direta com idade, sexo, personalidade, emoção e profissão. “Por isso, é preciso cuidar da voz em todas as fazes da vida”, alerta a fonoaudióloga da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE), Tássia Carvalho, no Dia Nacional da Voz (16 de abril).

A campanha deste ano da Sociedade de Fonoaudiologia traz como tema “Seja amigo da sua voz” e propõe uma atenção especial aos fatores de risco, como: rouquidão, pigarro constante, voz fraca, falhas ou cansaço ao falar. “Todos esses sintomas merecem atenção e precisam ser avaliados por um profissional. Não são apenas aquelas pessoas que trabalham diretamente com a voz que precisam de cuidados. Todos nós devemos trabalhar com a prevenção”, adverte Tássia.

Os sintomas que acometem a voz devem ser observados. Caso durem mais de 15 dias, deve-se procurar um médico otorrinolaringologista e um fonoaudiólogo, pois os diagnósticos são complementares. O médico faz o diagnóstico nosológico e indica a conduta do caso (remédios, cirurgia ou fonoterapia). O fonoaudiólogo, especialista em voz, avalia o comportamento vocal e de­fine a conduta fonoaudiológica necessária (orientação, aperfeiçoamento e exercícios). Fatores como consumo de álcool e tabaco são agressores do corpo como um todo e em particular da laringe. O tabaco tem grande associação com o câncer de laringe.

De acordo com a fonoaudióloga da UPAE, para ser amigo da voz é preciso falar sem esforço e articular bem as palavras; manter uma boa postura corporal ao falar ou cantar; beber 2 litros de água diariamente; dormir bem; buscar ter uma alimentação saudável, rica em frutas e proteínas; e evitar falar por períodos longos, principalmente em ambientes ruidosos. “Esses são alguns dos cuidados para manter a saúde e a identidade da voz”, conclui Tássia.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana