Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 29 de abril de 2016

Um novo jeito de acabar com a poluição

O termo “poluição” refere-se à degradação do ambiente por diversos fatores que são prejudiciais à saúde. Ela pode ser causada pela liberação de matéria, e também de energia. Para que o ser humano possa garantir um futuro digno ao nosso planeta e, consequentemente, às próximas gerações, devemos repensar urgentemente nossa forma de nos relacionarmos com o mundo.

A poluição gerada nas cidades é o resultado da queima de combustíveis fósseis como: carvão mineral, gasolina e diesel. A queima destes produtos tem lançado uma grande quantidade de monóxido de carbono e gás carbônico na atmosfera. Estes dois combustíveis são responsáveis pela geração de energia para o setor elétrico e de transporte. Buscar alternativas sustentáveis se torna cada vez mais necessário.

As empresas cimenteiras dizem que o cimento é a substância mais utilizada no mundo, depois da água. Infelizmente, ele também é uma das mais poluidoras. Sua fabricação de é o causador de 5% das emissões mundiais de gases estufa.

O cimento é feito aquecendo calcário e argila até eles se fundirem em um material chamado escória do cimento, depois disso, é misturado com vários aditivos. O problema é que o aquecimento e a reação química liberam grandes quantidades de dióxido de carbono, contribuindo para o aquecimento global.

Algumas ações estão sendo tomadas para conter essa produção de cimento, diminuindo assim, o prejuízo ambiental causado pela poluição.

A argamassa polimérica, que já é bastante aceita em diversos estados brasileiros, tem mostrado um novo jeito de construir, Além de ser muito mais econômica que o cimento tradicional, é possível economizar tempo e ferramentas dentro de uma obra.

Representando a MassaJá, empresa de argamassa polimérica que atua em Pernambuco, Érico Santos diz que a argamassa polimérica chega ao mercado para conter a crise que se instaurou na construção civil, trazendo um modelo não poluente e muito mais mais econômico . “A MassaJá é um sonho que se tornou realidade”, destacou Érico, que ainda lembrou que ações simples como evitar sacolas e matérias descartáveis feito de plástico, ajudam a manter o equilíbrio no planeta e nos tornam cada vez mais, seres sustentáveis.

Seja economizando água ou construindo de maneira sustentável, o ser humano sempre deve lembrar que a forma como seus descendentes irão viver dependem das suas atitudes hoje. Por Rômulo França

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana