Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 15 de julho de 2016

Autor do massacre na França era delinquente e tinha problemas familiares

Mais uma vez, um típico "ladrãozinho barato", com problemas familiares e aparentemente sem muita piedade, é o possível responsável de um atentado terrorista na França, desta vez um massacre cometido com um caminhão em Nice.

A Polícia da França identificou o autor por suas impressões digitais, que, segundo a mídia francesa, correspondem a Mohamed Lahouaiej Bouhlel, de 31 anos, de nacionalidade tunisiana e permissão de residência na França. O apartamento dele, que trabalhava como entregador, no bairro de Nice Nord está sendo investigado pela Polícia.

O retrato do suposto autor apresenta grandes semelhanças com os terroristas que cometeram outros atentados que sacudiram a França no último um ano e meio, desde o massacre na sede da revista "Charlie Hebdo", em janeiro de 2015.

Os depoimentos de moradores da região divulgados pela imprensa mostram um homem com antecedentes criminais por atos violentos - especificamente violência doméstica -, roubo e outros crimes menores, embora não estivesse no radar dos serviços antiterroristas. Há apenas 15 dias, entrou na mira da Justiça, segundo o canal "BFM TV", por ter dormido ao volante.

Mohamed Lahouaiej Bouhlel estava se divorciando e tinha problemas com sua família na Tunísia, supostamente originária de Sousse, onde há um ano 38 turistas morreram em um atentado nas praias de dois hotéis.

Ele começou o jejum do mês do Ramadã, mas não chegou a terminar. Segundo vizinhos, ele gostava de temperos e de frequentar casas noturnas com mulheres. Os depoimentos também dão conta de que ele recebeu permissão de dirigir veículos pesados há poucas semanas e que passava por dificuldades financeiras.

Pai de três filhos, o homem não era, ainda faltando a confirmação oficial, uma pessoa conhecida por suas convicções religiosas. Seus vizinhos comentam que era uma pessoa muito "discreta e silenciosa", que vestia frequentemente bermuda e que costumava andar de bicicleta e em uma pequena caminhonete que estacionava perto do apartamento.

A investigação tenta determinar agora se Mohamed Lahouaiej Bouhlel atuou sozinho - como os chamados "lobos solitários" - ou se contou com cúmplices. O caminhão utilizado ontem à noite foi alugado na segunda-feira passada por ele mesmo com documentação válida, segundo a TV pública "France 2". Uma empresa de Saint-Laurent-du-Var, poucos quilômetros ao oeste de Nice, forneceu o veículo ao suposto terrorista, que atuou, segundo todos os indícios, de forma premeditada.

Dentro do caminhão ele carregava uma arma curta de calibre 7.65, que utilizou antes de ser abatido pela Polícia, além de várias armas longas e uma granada de mão, que eram falsas. No veículo, também foram descobertos um cartão de crédito e um telefone celular que podem ajudar nas investigações. AgenciaEFE

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana