Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 20 de julho de 2016

Pelo menos 19 mil atendimentos odontológicos em 3 anos de UPAE/IMIP em Petrolina

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMP) também dispõe do serviço de urgência e emergência odontológico, que funciona das 7 às 19h, de acordo com o acolhimento de classificação de risco: vermelho (emergência); amarelo (urgente); verde (pouco urgente) e azul (não urgente – cuja referência é a atenção básica).

Prestes a completar 3 anos de funcionamento, a ser celebrado no dia 29 deste mês, a Unidade comemora seus números. Só na urgência e emergência odontológica, a UPAE realizou mais de 19 mil atendimentos. Este ano, mais de 3 mil pacientes já passaram pela especialidade. “Ficamos felizes com esse resultado, pois ele representa o esforço de toda a equipe no sentido de oferecer um serviço de qualidade à população”, ressalta a coordenadora geral, Magnilde Alves.

De acordo com o cirurgião dentista, Francisco Emício, o serviço é referência no Vale do São Francisco. “Nas unidades básicas de saúde são feitos os atendimentos ambulatórias. Aqui nós recebemos somente urgência e emergência. Inclusive, somos a referência da região para esse tipo de serviço”, esclarece.

A urgência e emergência odontológica da UPAE é porta aberta. Ao chegar à Unidade o paciente passa pela enfermagem onde é feito o acolhimento de classificação de risco. “Seguimos o protocolo, inclusive checamos todos os sinais vitais. Classificamos como vermelho aquele paciente que chega com queixa de dor latente, sangramento proveniente de corte ou hemorragia, perda de dente por trauma, abcesso na região inferior do queixo ou com deslocamento de mandíbula. Nos amarelos podemos encontrar pacientes com dor sem latejamento, que apresente corpo estranho em qualquer lugar da face ou luxação dentária. Entre os verdes estão aqueles com gengivite, quebra de dente com aresta cortante e com dente luxado. Os azuis são os casos classificados como não urgentes que nós contra-referenciamos para atenção básica”, esclarece a enfermeira Luana Matos.

Segundo Dr. Francisco, os problemas bucais devem ser levados a sério e tratados com a devida atenção. “Uma infecção iniciada no dente pode, através da corrente sanguínea, chegar ao coração provocando um problema muito mais sério, como a endocardite bacteriana; ou uma angina de Ludwig, que é uma infecção do pescoço e das áreas adjacentes, podendo ocorrer até o fechamento das vias aéreas. Já chegaram casos aqui à UPAE em que o paciente teve que ser hospitalizado”, alertou.

Para uma boa saúde bucal a prevenção é de extrema importância. “Ter uma boa higiene bucal e consultar o dentista regularmente são medidas que fazem a diferença. Atendemos bastante casos de pacientes com abcesso, que é quando a inflamação já está no nível da infecção. Então, não deixe a dor de dente se agravar. Busque sempre a atenção básica e para os casos mais graves o paciente pode procurar a nossa Unidade”, orienta o cirurgião dentista da UPAE.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana