Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Ações da Compesa reduzem perdas de água tratada no sistema de abastecimento em Petrolina

A Compesa trabalha constantemente para reduzir o volume de perdas de água tratada em seus sistemas. Em Petrolina, os investimentos de mais de R$ 150 milhões na ampliação dos sistemas de abastecimento d’água e esgotamento sanitário contribuíram para a redução de 7% no índice de perdas. No primeiro semestre de 2015, a média registrada foi de 30%, enquanto neste ano o número caiu para 23%. Atualmente, cerca de 1.100 l/s de água são produzidos nas Estações de Tratamento da cidade.

Com um crescimento acelerado, Petrolina tem sua expansão confirmada pelo número de ligações de água realizadas pela Compesa. No ano de 2015, a Companhia implantou na cidade aproximadamente sete mil novas ligações. “Isso equivale a uma média de 24 mil novos habitantes. De janeiro deste ano até agora já estamos com mais de 3.600 ligações. Então é muito provável que o número do ano passado se repita ou até seja superado”, destacou o gerente Regional da Compesa, em Petrolina, João Raphel de Queiroz.

O aumento da demanda reflete diretamente em perdas de água ao longo do sistema de abastecimento, que são provocadas por vazamentos nas unidades operacionais, tubulações ou ainda por ligações clandestinas, que segundo Queiroz é a principal causa das perdas atualmente na cidade de Petrolina.

“Estamos com um número de perdas menor do que o índice nacional, que é de aproximadamente 40%. Já tivemos registros em alguns meses de 17%. Isso é reflexo dos investimentos, da modernização do sistema que garante que sua eficiência seja mantida; mas a nossa meta é reduzir ainda mais este número”, destacou Queiroz.

O trabalho para conter as perdas é feito constantemente e em várias vertentes pela Compesa. Em Petrolina, através de um monitoramento online realizado pelo centro de operações as pressões da rede distribuidora são verificadas constantemente. Um equipamento chamado datallogger, implantado em várias áreas da cidade, coleta automaticamente os dados em campo e envia via GPRS para a sala de monitoramento, informando a ocorrência de queda de pressão e agilizando o trabalho. Com isso o tempo para conserto de vazamentos e desabastecimento provocados por estouramentos é reduzido. Os serviços de prevenção incluem também substituição de redes e a implantação de hidrômetros, além de atualização cadastral dos consumidores e fiscalização.

A realização de análises estatísticas dos dados históricos coletados pelo datalloger também servem de base para os técnicos, permitindo que sejam realizados ajustes na rede de distribuição, de forma a proporcionar melhor equilíbrio de pressões e com isso melhorar o abastecimento e reduzir as perdas de água.

Para agilizar o conserto de vazamentos a Compesa também conta com a ajuda da população, que pode comunicar este tipo de ocorrência através dos canais de atendimento da Companhia. Segundo Queiroz, a média de atendimento para conserto de vazamentos e extravasamentos na cidade de Petrolina é de até um dia, sendo o prazo de 72 h o estabelecido pela Agência Estadual de Regulação de Serviços de Pernambuco - ARPE. “Esperamos conscientizar a população para que registrem suas reclamações através dos canais de atendimento da Compesa. Com a denúncia protocolada o serviço será feito com mais agilidade, além do que, será mais uma forma do usuário cobrar da empresa, quando sua solicitação não for atendida”. O número de telefone da Compesa para registro de reclamações de vazamentos e extravasamentos é o 0800 081 01 85. Ascom

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana