Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Diretoria do Sindsemp pressiona governo Lossio por reajustes previstos em lei

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) não aguenta mais esperar e quer definir as pendências que o poder público municipal tem com os servidores. A priore cobra o cumprimento da Lei nº2.814 de 1º de abril de 2016.

De acordo com o presidente do Sindsemp, Walber Lins, uma nova reunião deverá acontecer ainda esta semana com o Secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura de Petrolina Geraldo Júnior para debater pontos de pauta de interesse da categoria. “Precisamos garantir o reajuste, que é o cumprimento da Lei nº2.814 de 1º de abril de 2016, a prefeitura já foi oficializada para que pague o reajuste com efeito retroativo de 1º de julho, bem como outras pautas como o prazo para protocolar Plano de Cargo e Carreira, dentro da possibilidade da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2017 das 16 categorias de servidores de Petrolina”, disse. A terceira pauta é a restituição do Igeprev, as restituições que foram descontadas e não foram restituídas.

Lins explica que o reajuste previsto é de 10,67% para o ano e que o patamar de arrecadação na receita municipal de R$ 14 milhões foi alcançado, e assim, é possível cumprir o prometido. “Dentro da perspectiva de uma folha suplementar nesse segundo semestre há possibilidade de honrar com o reajuste acordado no início do ano”, acrescenta.

Ele explica também que outra pauta é ajustar o pagamento dos servidores, já que os da área de saúde saem prejudicados porque sempre têm os pagamentos atrasados. “Na saúde sempre tem a diferença no pagamento, infelizmente o servidor da saúde continua sendo penalizado em relação a essa gestão, porque todos os outros servidores são pagos dentro do mês, já os da saúde não recebem dentro o mês e a alegação é sempre a questão de repasse, fundo a fundo do Estado e da União. Queremos a provisão de pagamento em conjunto e a organização na previsão da receita para despesas com pessoal, ou seja, pagamento dos servidores”.

O presidente pontua que pretende fechar os PCCV's até o dia 18 de agosto para encaminhá-los , bem como pontuou que outras demandas serão discutidas em Assembleia Geral, que deverá acontecer no dia 8 de Agosto deste ano. Ascom

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana