Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Nova Semente: Funcionárias marcam protesto e Miguel Coelho dará entrevista para anunciar gratuidade

Uma das principais iniciativas do ex-prefeito Julio Lossio, o Programa Nova Semente, é a bola da vez nas discussões em Petrolina.

Ontem (25) em vídeo (confira abaixo) veiculado no Facebook o filho de Lossio, o Julio Filho, fez uma defesa da gestão de seu pai e ao mesmo tempo fez duras críticas à postura da gestão atual com relação à Nova Semente até aqui.

Indignado, Julio Lossio Filho argumentou que antes existia "dinheiro para manter a estrutura e agora não tem? O prefeito dizia no seu guia eleitoral, que fez as contas para planejar o Nova semente de graça e agora acabou o dinheiro? Ou ele errou nas contas? Ou ele mentiu e agora quer mudar o programa?”.

Para o filho do ex-prefeito, o atual prefeito precisa parar de colocar a "culpa" na gestão passada para falta de dinheiro que estaria levando Miguel a demitir funcionárias do Programa Nova Semente e ao mesmo tempo fechar algumas unidades.

Miguel, também via Facebook, se posicionou. Segundo ele a decisão “foi tomada não por nossa vontade, e sim por necessidade. A prefeitura não tem como arcar com o salário de tantas pessoas, a conta não fecha. Diversas unidades do Nova Semente foram abertas sem estudo e sem comprometimento com os recursos municipais. Não adianta abrir uma dezenas de unidades se não podemos mantê-las. É preciso qualidade antes de quantidade, por isso iremos tornar o Nova Semente um programa gratuito, iremos oferecer capacitação para os profissionais e empregaremos um padrão de qualidade nas creches, para que as crianças tenham uma educação adequada e continuada. As mudanças são necessárias para que possamos superar os desafios do presente”, finalizou.

O assunto ainda está repercutindo na cidade e para esta quinta-feira (26) Miguel Coelho dará uma entrevista coletiva para falar sobre a gratuidade e enquanto isso, pelas redes sociais existe um movimento para realização de um manifesto por parte das "sementeiras" e com adesão de pais que estariam insatisfeitos com a situação. O protesto está sendo marcado para esta sexta-feira (27) a partir das 7h da manhã, partindo da praça do Bambuzinho.


0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana