Temusados

Temusados

Dirija Já

Dirija Já

Chaveiro 24h

Blog do Francisco Evangelista. Tecnologia do Blogger.
quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Após comunicado de paralisação, secretariado municipal se reúne com SINDSEMP, mas sem propostas concretas

Na Assembleia Geral Extraordinária da última sexta-feira (17), por unanimidade os filiados ao Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP) decretou paralisação dos servidores municipais petrolinenses por 24 horas, nesta quarta-feira, 22, em consequência da falta de resposta à campanha salarial 2017.

A decisão dos servidores provocou uma reunião no mesmo dia entre o SINDSEMP e representantes da gestão municipal para diálogo sobre as pautas encaminhadas às secretarias e a campanha salarial, principal ponto da discussão. Compareceram as secretárias de Gestão Administrativa, Lucivane Lima, que também está respondendo pela secretaria da Fazenda, secretária de Educação, Maéve Melo e da Saúde, Magnilde Albuquerque.

Foram debatidos temas relevantes de cada secretaria, a exemplo dos problemas enfrentados pelos servidores da educação provenientes dos cortes para a categoria e a falta de pagamentos de plantões e extras já trabalhados, a falta de pagamento de remuneração do 1/3 de férias atrasados, dos profissionais da educação, dentre outros de demais categorias.

As secretárias esclareceram que a falta de algumas respostas às solicitações do SINDSEMP, foram consequência das dificuldades enfrentadas no início da gestão, provenientes da situação encontrada em cada secretaria, e unificaram o discurso no que diz respeito à falta de propostas à campanha salarial, devido ao pouco tempo da gestão e a necessidade da continuidade as demandas urgentes para o funcionamento do município, no geral.

A vice-presidente do SINDSEMP, Inês Silva, se mostrou preocupada com as informações a serem passadas aos servidores, na mobilização na Praça da Prefeitura, uma vez que a paralisação acontecerá justamente pela ausência dessas propostas. “Existe uma fala de que a gente está pro diálogo, mas a gente precisa saber o resultado desse diálogo. A gente conversou e o servidor perdeu? Então não adiantou dialogar tanto”, enfatiza.

O presidente do sindicato, Walber Lins foi irreversível na sua posição de defesa do servidor, deixando claro que o trabalho do SINDSEMP é defender todos os direitos desses profissionais. “Se faltou com o respeito com o servidor, me perdoe, a gestão vai ser maculada, porque eu não vou segurar servidor nenhum que vai pra uma rádio dizer que, quem quer que seja, está agindo dessa forma não, muito pelo contrario, eu vou está lá, junto com o servidor, falando dele”, assegurou.

A paralisação desta quarta-feira, 22, acontece a partir das 08h em frente à prefeitura. No decorrer do evento, serão passadas todas as informações da reunião ocorrida nesta terça-feira, 21. Já existe outra reunião agendada para o dia 6 de março.

0 Comentários até agora. Qual sua opinião?:

Siga-nos no Google+

Fotos do Blog

Top 10 da semana